Porquinho feliz: Lombo de seitan com abacaxi

Sim, se já podem vender coisas com papai Noel nas lojas, eu já posso fazer comida de natal.
Assim, é comida de festa, então não é coisinha rápida. Tem algumas etapas, mas é mais um trabalho de espera do que de muque. E o lance com abacaxi é mais uma sugestão, pode fazer como você quiser.
Então, bota esse vídeo da galera dançando no Natal do Charlie Brown e entra no clima.
[Sim, é um vídeo com 10 horas com a música se repetindo. De nada]

1,5 xícara de farinha de glúten
1/2 xícara de óleo
2 cebolas pequenas [ou 1 grande]
1/4 xícara de vinagre [ou vinho branco seco ou suco de alguma fruta ácida]
1/2 colher de chá de cominho
1/2 colher de chá de erva doce
1/2 colher de chá de tomilho
1/2 colher de chá de páprica [picante ou defumada]
1/4 colher de chá de cúrcuma
1/4 colher de chá de colorau
1 colher de sopa de levedo [opcional]
Sal [usei 1 colher de chá]
Pimenta do reino
2 fatias de pão duro

1 colher de shoyu
1 colher de açúcar
1 colher de óleo
1/2 xícara de água

1/2 abacaxi
batatas e cebolas

+aquele celofane pra fazer churrasco.
Comprei numa loja de embalagem, mas vi na loja de 1 real, perto dos rolos de papel alumínio. É tipo esse AQUI  e, aliás, é super útil pra fazer linguiça/salsicha caseira.

lombo2

Bate tudo no liquidificador -menos o glúten. Aí, vai virar uma pasta. Coloca numa tigela com glúten e mistura. Amassa por uns 5 minutos. Aí, enrola essa massa no celofane e amarra as pontas.
lombo9 lombo8

lombo7

lombo5 lombo4
Então, coloca na panela de pressão a água até cobrir o pacote mais uns 2 dedos. Deixa na pressão por uns 30 minutos.
Aí, você pode fazer o que quiser com ele – congelar, colocar na feijoada, picar e assar, fatiar e comer com pão…

lombo11
lombo3

Assado com abacaxi
Mistura shoyu, açúcar, óleo e água. Leva ao fogo até o açúcar derreter e formar uma calda. Fatia o ~lombo~ e coloca numa assadeira intercalando com fatias de abacaxi. Coloca batatas e cebolas fatiadas. Pincela tudo. Cobre com papel alumínio ou com outra forma. 20 minutos de forno médio. Depois, descobre, pincela  de novo e mais 20 minutos de forno.

lombo10

Guaranição
Servi com milho cozido na água do ~lombo~. Depois dourado com azeite e salsa.
E saladinha. 🙂

lombo1

Anúncios

Medalhão vegano com molho de shimeji

Essa é uma daquelas coisas que a gente inventa, come e deixa a modéstia no bolsinho fechado com zíper: melhor medalhão vigã da minha V I D A!
[fiquei tão empolgada que ia escrever tudo em caixa alta, mas o bom senso não permitiu]

14a

Como faz?

Já faz um caldo de legumes – quase um sopão. Usei folha de alho-poró, pedacinho de pimentão, tomate, cebola, alho, cenoura + sal, shoyu e pimenta. Cozinha tudo na panela de pressão por uns 5 minutos. Depois, bate. Deixa lá na panela.

Bate no liquidificador até virar um creme:
1 1/2 xícara de tofu firme
1/4 xícara de óleo
1/4 de xícara de shoyu
Pimenta, sal – e o que mais você achar bacana pra dar sabor

Coloca numa tigela
1 1/2 xícara de farinha de glúten
e mistura o creme de tofu
parece que vai dar errado? Parece, mas não desista. Vai amassando até virar uma bolota só.

Ai, deixa no formato que você quiser. Pros medalhões, eu fiz dois rolinhos e cortei depois.

Cozinha na pressão por uns 20 minutos com o caldo de legumes. Depois, corta e doura numa frigideira, pode regar com o caldo enquanto doura – pra ficar mais suculento. Pra fazer um frescurê, botei umas lâminas de abobrinhas grelhadas em volta dos medalhões antes de dourar.

15a
Pra acompanhar eu fiz um molho de cogumelos super simples:
doura os cogumelos na frigideira ainda suja dos medalhões. Aí, coloca o mesmo caldo de legumes e um tiquinho de farinha. Termina com pimenta e noz moscada 😉

a17

3 coisas:
-Acho que ele funciona bem como um lombo, a textura lembra bastante, então, ó, dica pro natal.
-É bom lembrar que a massa cresce na panela de pressão.Então, leva isso em consideração na hora de moldar.
-A inspiração veio daqui, mas os ingrediente não têm nada a ver:
http://www.ignoramus.pt/alimentacao-medalhoes-de-tofu-e-seitan

Abobrinha recheada com alho-poró & couscous ao vinho branco

Dia das mães tá chegando, então, esse post é em homenagem à minha Lurdinha, que não teve uma vida fácil, mas conseguiu me criar muito da do bem. ❤

4

A receita é rápida porque ninguém quer passar o dia inteiro cozinhando, néam Então, dá o play e faz essa receita pra sua mãe! Ah, sei que a música não é lá muito original, mas é tão linda!

Abobrinha recheada

4 abobrinhas
200g mandioquinha
q.b. Chia [ou: aveia, amido, linhaça…]
2 colheres de sopa de Vinho branco
1/2 talo de alho-poró
azeite
sal e pimenta

Bota a mandioquinha pra cozinhar na água com sal,
Corta as abobrinhas em rodelas de +- 5cm. Faz os copinhos com a ajuda de uma colher de café ou um boleador. Guarda a polpa das abobrinhas.
Tempera os copinhos com sal, pimenta do reino e azeite. Leva pra assar numa forma untada e coberta, forno médio. Deixa lá até a abobrinha ficar macia.

2 3

Bate no liquidificador as mandioquinhas com 1/4 de xícara da água do cozimento + vinho branco. Acerta o sal. Tá pronto o purê 🙂
Bate/pica a polpa das abobrinhas com alho-poró e coloca o purê de mandioquinha aos poucos, até formar uma pasta. Tempera com sal e pimenta. Tá pronto o creme 🙂

No fundo dos copinhos deve ter um pouco do caldo da abobrinha, aí, coloca uma colherzinha de café de chia – isso vai servir para absorver o caldo que sair e não deixar o recheio aguado.
Aí, coloca o creme de alho poró nos copos de abobrinha e leva ao forno por uns 15 minutos. Depois, cobre com o ~parmesão~ e leva ao forno alto, 10 minutos.

Parmesão vegetal
1/2 xícara de castanha do pará
1 colher de sopa de levedo de cerveja
1 dente de alho pequeno
1 colher de farinha de rosca
sal

Para guarnição:
1 cenoura cortada em filetes e grelhada com azeite [bem rapidinho, pra não perder a crocância]
10 tomates cereja picados
5
Couscous marroquinho 

2 xícaras de sêmola cozida/hidratada
1/2 xícara de passas
1/2 xícara de vinho branco
castanha de caju [se quiser]
Cheiro-verde

Refoga as passas no azeite, acrescenta o vinho branco e deixa em fogo baixo até quase secar. Aí mistura a sêmola, castanhas e cheiro verde. Acerta o sal e finaliza com um fio de azeite.

Bambulhoada

Além de ter o coração cheio de compaixão, o povo vegano tem a mente transbordando de criatividade. A gente desmonta a bacalhoada, salva vááários peixes e inventa batatalhoada, jacalhoada, bambulhoada…

mar3

Eu gosto muito da textura do bambu, mas ele tem um saborzinho amargo que me incomodava um tanto. Então, comecei a testar formas de deixar tudo mais agradável. Cheguei a este modo de preparo

O broto e o caldo:
200g de broto de bambu em conserva (cortado em pedaços de +-5cm x 2cm)
1/2 folha de alga nori
1 colher de sopa de alga hijiki
1/2 limão
1 cebola
100 ml de vinho branco
sal
água ate cobrir tudo e sobrar uns 2 dedos acima.

Cozinha tudo na panela de pressão por uns 15~20 minutos.
O líquido na panela é um caldo com sabor de mar, pode ser usado em pirão, risoto ou qualquer outra coisa que você faria com caldo de peixe.

mar2 mar1

A montagem:
3 batatas
1/2 pimentão
1 cebola
dentes de alho [quanto teu bom senso mandar, usei 3]
azeitona [se tiver, aqui em casa não tinha, mas eu recomendo]
salsinha, coentro [só no fim]
sal e pimenta do reino
Azeite – muito azeite

Você pode colocar tudo na assadeira untada com azeite, e fazer uma coisa mais be-bop, ou
colocar tudo em camadas. Aí, rega com mais azeite e um pouco de vinho branco.
Cobre tudo e leva ao forno médio até as batatas ficarem cozidas. Descobre a assadeira e deixa no forno mais uns 10 minutos – até dourar. Pra finalizar, mais azeite e as ervas frescas.

mar6