Quiche de alho-poró da geração saúde [sem glúten, sem soja, leve no carbo e bacana de fibra e proteína]

Ouso dizer que é uma das coisas mais gostosas e mais ‘geração saúde’ que coloco nesse blog. É praticamente uma coisa que você poderia comer numa boa enquanto toma um suco com a galera no Gigabyte. Pra embalar a receita, um clássico:

quiche10

Massa:
4 xícaras de grão de bico [medi depois de cozinhar]
1/4 xícara de óleo
sal
1 colher de sopa de gergelim

Pega o grão de bico bem cozido* e bate no processador com os outros ingredientes até ficar um creme grossinho – se precisar de ajuda pra formar o creme, coloca um pouquinho de água.
Eu to sem processador, amassei com um garfo e funcionou direitinho.

Espalha a massa na forma e leva ao forno alto. Deixa lá até ficar sequinho, a borda dourar e começar a rachar. Pode fazer várias tortinhas ou um tortão. A massa fica quebradiça, como ‘massa podre’, sabe?

*Cozinho o grão de bico e congelo. Aí, na hora de usar, só jogo na água fervente pra descongelar.

quiche1

Recheio:
1 buquê de couve flor
2 colheres de sopa de polvilho azedo
1 colher de sopa de azeite
água do cozimento da couve flor [o quanto precisar]
Folhas de alho-poró
Talo de alho-poró
Temperinhos – usei pimenta, noz moscada e salsinha
Castanhas picadas [opcional, só pra dar crocância]
Sal

Cozinha a couve-flor com as folhas do alho-poró e sal.
Descarta as folhas.
Reserva a água.
Bate no liquidificador a couve-flor com azeite o e polvilho. Coloca aos poucos a água do cozimento da couve-flor. Vai ficar um creme. Reserva.
Corta o talo do alho-poró e refoga. Mistura o creme. mexe até ficar com textura de requeijão.  Coloca os temperinhos que você quiser.

quiche7

Pra montar:
Assa a massa até ela ficar com as bordas douradas e rachadas. Coloca o creme e  cobre com as castanhas. Leva pro forno alto até o creme ficar com uma película firme, tipo, quando encostar o dedo, não tá líquido, tá durinho.
Pronto 🙂

quiche12

>>> Curte lá a página do AMO no facebook:  https://www.facebook.com/amodeliciasveganas

Anúncios

Macarrão com tomates assados [facinho e gostosão pra acalentar] + bônus de queijo ralado

A receita é beeeem sussa, é só assar tomates variados com ervas e misturar na massa ainda quente.
Em tempos difíceis, gosto de fazer comidas gostosinhas e rápidas pra dar um conforto.
Quando a gente cozinha, especialmente uma comida sem crueldade, é a chance de se conectar com nosso meio, promover transformação e criar.
Nessa hora, podemos pensar nas escolha que fazemos diariamente e também nas nossas relações com o contexto que vivemos.
Sim, sou dessas, quase uma vendedora de miçanga na praia hahahahaha

mactom4
300g de macarrão
+- 500g de tomates variados
4 tomates italianos maduros
1 tomate italiano verde
100g de tomate sweet grape

Pra temperar [só sugestão, usa o que tiver em casa]:
2 dentes de alho
orégano
alecrim
erva-doce
páprica picante
azeite
ervas frescas [salsinha, manjericão…]

Corta os tomates e amassa os dentes de alho. Aí, junta tomate, alho e temperos – só não coloca as ervas frescas.
Forno médio, por uns 25 minutos.
>Coloquei os tomates pequenos em uma forma separada porque eles assam mais rápido. Só juntei tudo depois.

mactom1

A ideia é deixar os pedaços de tomate meio secos e inteiros, então, não é bacana ficar mexendo. Bota no forno e esquece.
Enquanto isso, cozinha o macarrão. O ideal é misturar o macarrão ainda quente aos tomates.
Depois, coloca as ervas frescas e pode também colocar um queijinho vegetal.

mactom2

>Bônus: Queijinho ralado de amendoim<
1/2 xícara de farinha de amendoim ou resíduo de leite* de amendoim ou qualquer outra castanha/noz
1 colher de sopa de levedo
1 lasca de alho ou 1 pitada de alho em pó ou 1 colher de café de tempero pronto com alho
Cúrcuma – só um pouquinho pra dar cor
Pimenta do reino branca [opcional]
sal

Bate tudo no liquidificador e pronto
*Se for usar resíduo, seca antes – é só colocar o resíduo no forno baixo e deixar lá até ele ficar meio crocante.

mactom3

Carpaccio simplão de berinjela com bacanudo molho de cebola

É leve
É rápido
É prático
É bem delicinha
E é light – porque é aniversário da Jaque, minha musa fitness vegana!
A ideia é desidratar as fatias de berinjela no forno e hidratá-las com um molhinho saboroso.
O gosto e a textura ficam bem delicados, então, pode servir com canapés, bolachinhas ou acompanhando arroz e um prato principal.

****Antes da receita:
A gente sabe que veganismo não é só alimentação. Então, quem puder ajudar o pessoa da Associação Natureza em Forma, é só clicar na imagem. Não pode adotar? Ajuda divulgando!
suzi

Agora, bóra se jogar na receita que é, ó, a coisa mais fácil que fiz nos últimos tempos!

carpaccio5

2 berinjelas
1 fio de azeite + 50 ml de azeite [se quiser fazer mais light, diminui o azeite]
50 ml de vinagre branco
1/2 cebola
1/2 colher de chá de mostarda
1 colher de chá de orégano
50 ml de água fervente
sal

Corta as berinjelas em fatias bem finas – lembra que elas vão desidratar no forno e ficar mais finas ainda. Aí, leva pro forno médio, numa assadeira untada e com um fio de óleo.
Deixa uns 20 minutos, vira, mais 10 minutos.
As fatias vou estar douradas e levemente crocantes.

carpaccio4

 

Enquanto assa, vai cuidar do molhinho:
Pica cebola, coloca numa tigela com a água quente. Coloca os outros ingredientes. Aí, tira a beringela do forno e coloca nesse molhinho – se o molho não cobrir todas as fatias, coloca um pouco mais de água. Deixa na geladeira até a hora de comer.
As fatias absorvem o caldo e ficam com uma textura firme e suculenta 🙂

carpaccio7

Molho divo de tomate e seus colegas da feira

Esse molho eu comecei a fazer em casa num dia que tava faltando tomate e precisava fazer o molho “render”. Aí, pá, comi e ficou uma coisa incrível, a cor é sensacional, ele é todo lindo! Sim, acho que me apaixonei por um molho. ❤

Dica da Tata: Compra um monte de tomate no fim da feira, aqueles da promoção, sabe?  Aí, faz um monte de molho e deixa congelado. Nunca mais você vai precisar comprar molho pronto! \o/ \o/ \o/

divo8
1 cenoura pequena
1 beterraba média
1/2 cebola
1 dente de alho
8~10 tomates
2 colheres de sopa de óleo
1 colher de sopa de água
Azeite – só pra finalizar, é opcional
Ervas – usei orégano, manjerição e louro
Sal
Pimenta do Reino

Bate no liquidificador: cenoura picada, beterraba picada, cebola, alho, óleo e água. Vai virar um purê. Leva pra panela com uma pitada de sal e uma folha de louro. Mexe até ficar uma pasta encorpada – o sal vai fazer as coisas soltarem água e essa refogada boa vai caramelizar o açúcar dos legumes.

 

Enquanto isso, bate os tomates no liquidificador. Depois, coloca esse “suco” na panela com o refogado. Mexe e deixá lá reduzindo. Quanto mais reduzir, mais gostoso vai ficar. Aí, quando achar que tá bom, apaga o fogo, coloca as ervas e, se quiser/puder, finaliza com azeite. Pronto!


Dica da Tata 2:
Pode colocar ele no macarrão ainda quente ou…
-Colocar o molho quente num vidro fervido. Guarda na geladeira [não na porta] por mais de 1 semana, sem abrir o vidro.
-Coloca em potinhos e congela. Aí, dura alguns meses.

divo10divo9

Medalhão de berinjela com crosta de ervas, purê de mandioquinha e saladinha ~mediterrânea~

Os medalhões são super simples de fazer e o visual fica puro charme. As ervas podem ser as que estiverem morando na sua cozinha. Aqui em casa tinha essas que botei aí, mas pode colocar qualquer combinação.

meda8
A saladinha é feita com aquele trigo pra kibe – que é usado pra fazer tabule também, sabe? Aí, peguei e botei umas coisas que ornam com a berinjela assada – pra ficar tudo redondinho. E o purê entra pra dar um toque de ~queijo~ e deixar a vida mais cremosinha 🙂

Pra cozinhar ouvindo:

Medalhões
2 berinjelas
1/2 xícara de xerém – usei de amendoim, mas pode ser qualquer castanha/noz…
1/2 cebola
1/2 talo de alho poró
2 colheres de sopa de água
2 colheres de sopa de vinagre
2 colheres de sopa de óleo
+Ervas variadas, eu usei:
1 colher de sopa de orégano
1 colher de sopa de sementes de erva-doce
1/2 colher de chá de tomilho
1/2 colher de chá de alecrim
1/2 colher de chá de páprica
1 pitada de pimenta
1 colher de chá de sal

Purê
1 xícara de mandioquinha/batata baroa/batata salsa
1 colher de sopa de óleo
1 colher de sopa de polvilho
1/2 limão [suco]
1/2 xícara da água do cozimento da mandioquinha
sal

Saladinha ~mediterrânea~
1 xícara de trigo pra kibe – triguilho – bulgur
1,2~1,5 xícara de água
1 pimentão
2 tomates
1/2 cebola
6 azeitonas
orégano
salsinha
azeite
sal
+folhas

 

Medalhão
Corta as berinjelas em rodelas de uns 4 centímetros. Coloca numa assadeira untada. Cobre e leva pro forno médio por uns 20 minutos – ou até ficar macio. A ideia é dar um desidratada na berinjela pra ela absorver o tempero da crosta.

Aí, bate no liquidificador os temperos, água, vinagre e óleo. Vai virar uma pastinha. Passa a pastinha em cima das rodelas de berinjela, deixa uma camada grossinha, coloca o xerém e dá uma apertadinha pra grudar. Vira. passa pastinha e coloca o xerém. Volta tudo pro forno médio-baixo. 15 minutos de cada lado ou até ficar douradinho.

Editado: Se quiser, pode dar uma reforçadinha no tempero e voltar pro forno mais 5 minutos de cada lado. Fiz isso nas outras vezes que fiz e ficou bem bom.

meda3

 

 

Purê
Cozinha a mandioquinha. Bate no liquidificador com todos os outros ingredientes até ficar homogêneo. Aí, leva ao fogo e mexe até ficar cremoso.

Salada
Esquenta a água e despeja sobre o triguilho. Aí, cobre e deixa hidratando.
Coloca o pimentão sobre a boca do fogão e vai virando até ficar preto. Coloca o pimentão queimadão na água fria. Raspa a casquinha preta. Pica o pimentão. Pica a cebola também. Refoga a cebola com um pouco de sal. Coloca o pimentão. Refoga mais. Bota ervas, azeitona e um pouco de sal, mistura. Coloca o trigo, acerta o sal e pronto!

meda7meda10

Macarrão fresquinho com tomate e ervas

Esse prato é um que eu gosto de fazer pra levar a estas festas de fim de ano. Adoro ele porque é rápido pra preparar, fica bonitão, rola fazer e deixar na geladeira pra comer no dia seguinte.

macafresc3

Desta vez fiz só com tomate sweet grape – que é tipo o cereja, só que mais docinho. Mas, gosto de fazer misturando vários tipos – italiano, débora, caqui, carmem, cereja, o que a imaginação mandar…

Vou botar Billie Holiday por razões de: ❤
hahahah sim, perdi totalmente do critério das músicas nos posts

O que vai
500g de macarrão

300g~400g de tomates picados
4 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de orégano
6 ramos de manjericão
5 colheres de sopa de castanhas raladas – pode ser qualquer tipo
sal
pimenta

Opcionais:
1 colher de chá de levedo
1 colher de sopa de vinho tinto seco
azeitonas
alho amassado
lascas de queijo vegano – nesse botei o parmesão da violife, achei caro, considero uma extravagância de fim de ano hahaha

macafresc1

Corta os tomates, coloca sal e as ervas. Aí, coloca azeite, castanhas, pimenta. E os opcionais. O sal vai puxar parte da água dos tomates e vai sair um caldinho. Mistura e reserva. Assim, os sabores vão se misturar e se potencializar.

macafresc2

Cozinha o macarrão e tira do fogo quando estiver al dente, não pode deixar ficar muito mole se não vai virar uma gororoba.
Então, escorre o macarrão e coloca numa tigela com água gelada e sal. Isso é pra parar de cozinhar e baixar. Aí, escorre de novo o macarrão e mistura no lance de tomates. Deixa na geladeira até a hora de servir.

macafresc5

macafresc6

Arroz cremoso com limão e postas de ~peixe~ sem peixe

A ideia do arroz é poder usar aquele arroz sem graça que sobrou de outro dia e dar uma cara mais fresquinha. Usei requeijão de aveia, que não tem o mínimo gosto de aveia e nem parece mingau. Ele fica cremosinho e com um sabor bem suave. O peixe usa feijão branco e linhaça, a ideia é que fique bem leve e com sabor fresquinho. E tem uns chips de abóbora pra dar uma crocância!

pxe12.jpg
Arroz cremoso com limão
3 xícaras de arroz cozido
1/2 limão [caldo]
Raspas de 1 limão
1 xícara de requeijão cremoso vegano*
sal

*Requeijão de aveia
1/4 xícara de aveia em flocos
3/4 xícara de água
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre de arroz [pode substituir por suco de limão]
Sal

Chips de abóbora
1/4 de abóbora
óleo
sal

Peixe de feijão branco
250g de feijão branco cozido [medi antes de cozinhar]
5 colheres de sopa de linhaça [usei os grãos, se quiser um resultado final mais delicado, usa a farinha]
coentro
tomilho
pimenta do reino
sal
1,5 folha de alga nori
1/2 cebola
3 colheres de sopa de farinha de trigo
> a crostinha
1 colher de castanha/amendoim
1 colher de farinha de rosca
2 colheres de óleo
O arroz
Pega o arroz, mistura com o requeijão, mexe. Coloca um pouco de água pra esquentar o arroz, a ideia é ferver o requeijão pros grãos de arroz absorverem o sabor e soltarem um pouco de amido. Assim, fica tudo cremosinho. Então, coloca o caldo de limão. Mexe. Aí, joga as raspas de limão – se quiser, guarda um pouco pra decorar. 😉

pxe8

Requeijão de aveia
Bate a aveia e a água. Coa bem coadinho. Aí, mistura azeite, vinagre e sal. Leva pro fogo baixo e mexe até ficar cremoso. Talvez precise de mais água. Pronto! Ah, se quiser, pode colocar alguma erva, levedo ou missô.

pxe9
Chips
Corta a abóbora em fatias finas, coloca numa tigela e põe um fio de óleo. Mistura pra que todas as lâminas de abóbora fiquem cobertas com um camada bem fina de óleo. Não é pra ficar nadando em gordura, só um brilho suave. Aí, espalha a abóbora em formas e leva pro forno médio até tudo ficar crocante.

~O peixe~
Escorre o feijão cozido, mistura com a linhaça de deixa lá uns 5 minutos. A umidade dos grãos vai hidratar a linhaça e ajudar a dar liga.

pxe1

Aí, bate no liquidificador ou processador todos os ingrediente menos a alga e a farinha. Se for usar liquidificador, precisa bater em 2 ou 3 levas. No processador, taca tudo de uma vez. Aí, coloca farinha até ficar uma massa moldável, mas não super firme.


Coloca essa mistura numa forma untada e espalha fazendo uma camada. A altura da camada é a altura do filé que você vai ter. Então, cobre com a alga e pressiona bem pra umidade da mistura fazer a alga grudar. É bom deixar 1 centímetro de cada lado porque a alga encolhe quando cozinha. Aí, leva pro forno médio por uns 25 minutos.

Depois, espalha uma misturinha de castanha, farinha de rosca e óleo. Volta ao forno por mais 10 minutos. Depois, pra servir, corta com uma faca de serra ou tesoura e começa a cortar do centro para as bordas, assim, a alga não vai enrolar.
pxe11pxe10